Espaço Gourmet > Prato Polonês

Você conhece o Pirogue?

Trata-se de um prato salgado típico polonês e muito fácil de fazer...


Tradição dos imigrantes poloneses de Santa Catarina, o pirogue (ou 'pierog') é um pastel salgado cozido fácil de fazer e que faz muito sucesso.


Itaiópolis é um pedaço da Polônia antiga no Brasil. A cidade tem 20 mil habitantes e cerca de 90% são descendentes de poloneses.



A arquitetura típica da cidade ainda está presente nos lambrequins, enfeites nos beirais das casas, e na igreja Santo Estanislau, uma homenagem ao santo polonês. Já os grupos folclóricos preservam a cultura e as danças típicas dos colonizadores.



Os imigrantes foram para Santa Catarina em busca de melhores oportunidades, que no Brasil, apareceram principalmente no campo. Até hoje, a agricultura é a principal fonte de renda do município e responde por 60% da receita. As principais culturas são a batata, as verduras e as frutas, como a maçã.



Ingredientes


Recheio


1 quilo de batata cozida e amassada
1 quilo de ricota
300 gramas de nata
Cebolinha, salsinha e sal a gosto



Massa


1 e ½ quilo de farinha de trigo
2 ovos inteiros
3 gemas
½ litro de água
1 colher de sopa de sal



Modo de preparo



Para a massa, coloque o trigo, os ovos, o sal e a água até dar um ponto consistente, de maneira que dê para esticar no rolo. Sove bem e estique.



Depois de aberta, a massa deve ter cerca de dois milímetros de espessura. Se ficar muito fina, pode furar durante o cozimento.



Para preparar o recheio, basta misturar a batata cozida e amassada, a ricota, a nata, a salsinha e o sal. Na hora de montar, corte a massa em círculos, recheie e feche. A receita rende aproximadamente 50 pirogues.



Depois de cozinhar por 10 minutos, adicione o molho preferido. Na colônia, o pirogue de nata é o mais apreciado. Para cobrir aproximadamente 10 pirogues, derreta 100 gramas de nata e tempere com sal a gosto. Aí é só degustar e ter um Feliz Natal ao estilo polonês!

Fonte: Globo Rural em http://g1.globo.com/economia/agronegocios/index.html
Marcadores: | edit post
0 Responses

Postar um comentário