Sugestões de Leitura > Uma Voltinha Pelo Espaço





Viagem espacial de US$ 107 mil será vendida em feira de Gramado/RS


Por cerca de R$ 217 mil, será possível planejar um destino de férias nada convencional. A partir de 2014, serão disponibilizados no Brasil pacotes de viagens espaciais. É o que promete uma agência que vai apresentar o projeto no Festival do Turismo de Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul, de 22 a 25 de novembro. O plano já está traçado: em poucos minutos, a nave consegue atingir uma altitude de 100 km, distância cientificamente reconhecida como a “fronteira do espaço”. O voo de uma hora custará, em média, US$ 107 mil, segundo a agência.

Segundo a Sanchat Tour Operadora, serão formados grupos de 12 passageiros que tenham o sonho de fazer turismo pelo espaço. “A ideia é convidar uma personalidade para acompanhar a viagem”, destaca o diretor da agência, Roberto Silva. A visão panorâmica do alto vai se estender da Flórida ao Brasil, com a região das Caraíbas como peça central. “É uma viagem especial e espacial”, brinca Silva.

Preparação especial – A viagem poderá ser feita por pessoas com mais de 18 anos. Antes de embarcar, os passageiros terão de passar por uma preparação especial, que inclui um exame de condição física, em que a pressão sanguínea será medida. A visão, audição e agilidade também serão testadas. Antes do embarque para o espaço, haverá também um ensaio e uma reunião para explicar as instruções e os respectivos objetivos científicos.

A nave Lynx partirá de uma pista longa no aeroporto de Hato, em Curaçao, mesmo lugar da aterrissagem. O passageiro fica ao lado do piloto. Não há lugar na janela ou no corredor, já que a nave é coberta por uma cúpula transparente que permite vista panorâmica durante o voo.
Segundo a agência, o impulso da nave remete a uma sensação parecida com a que sentem os pilotos de Fórmula-1 ou de aviões a jato.

Experiência científica – Um dos objetivos da viagem é a pesquisa científica. A Space Expedition Curaçao (SXC) se dedica a desenvolver viagens espaciais como meio de transporte comercial. Os cientistas do projeto preferem envolver as pessoas comuns em seus estudos. Conforme a SXC, as viagens espaciais abrem novos mundos para a humanidade na ciência, na educação, no crescimento econômico, na sustentabilidade e no lazer. (Fonte: Ambiente Brasil apud G1)
0 Responses

Postar um comentário