Irã Ameaça Fechar Golfo Pérsico



Irã ameaça bloquear trânsito de petroleiros

O governo iraniano ameaçou ontem bloquear o fluxo de petróleo no estreito de Hormuz caso o Ocidente decida impor sanções sobre suas exportações de petróleo, segundo informa a agência estatal de notícias iraniana (Irna), que cita o vice-presidente Mohammad Reza Rahimi.

"Não estamos interessados em qualquer hostilidade e nosso lema é amizade e fraternidade, mas os ocidentais não estão dispostos a abandonar sua conspiração", disse Rahimi, segundo a Irna.

Cerca de 15,5 milhões de barris de petróleo por dia - ou um sexto do consumo global - passam pelas águas entre o Irã e Omã na foz do golfo Pérsico, de acordo com dados do governo dos EUA.

A Marinha iraniana começou um exercício de dez dias a leste da passagem, que envolve o uso de submarinos, sistema de mísseis terra-mar e torpedos, segundo informou a Press TV.

Os governos dos Estados Unidos e das nações europeias buscam ajuda dos aliados árabes e asiáticos para reduzir a receita de petróleo do Irã com objetivo de pressionar a república islâmica a abandonar seu suspeito programa de armas nucleares - que Teerã afirma ser pacífico, estritamente para produção de energia elétrica.

A estratégia inclui uma pressão da França e do Reino Unido por um embargo sobre as importações de petróleo iraniano pelos 27 países da União Europeia, que pode ser anunciado em janeiro.

"Se o mundo quiser tornar esta região insegura, vamos tornar o mundo inseguro", disse Parviz Sorouri, membro do Parlamento do país, no início deste mês.

O governo dos EUA, no entanto, afirmou que a ameaça é uma manobra para desviar o foco do programa nuclear iraniano. "É mais uma tentativa de tirar a atenção do que realmente importa, que é o não comprometimento iraniano com as obrigações nucleares", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

A ameaça do Irã fez com que a cotação do barril do petróleo nos Estados Unidos subisse US$ 1,61, atingindo o preço de US$ 101,29.

Fonte: Valor on line - 28 Dez 2011 -acesso de assinante

Nosso Debate: A pressa do Irã em tomar posse das ilhas do Golfo tinha toda uma razão...


0 Responses

Postar um comentário