Cuidado !




Cuidado: aquela mensagem amiga na rede social pode ser um vírus.

Com a popularização do Facebook, a tendência é de que o site atraia cada vez mais cibercriminosos; veja alguns recados maliciosos que podem aparecer no seu mural.

Nayara Fraga, do blog Radar Tecnológico

SÃO PAULO - Seu amigo quer compartilhar mais um link com você no Facebook. Junto ao endereço, uma mensagem pergunta se você viu o vídeo do bêbado ou pede para você ajudar uma pessoa que está sozinha na Nigéria e precisa de dinheiro para voltar para casa. Clicar ou não clicar? Apesar de ser evidente a possibilidade de cair numa enrascada ao sair clicando em qualquer link, esse tipo de mensagem ainda convence usuários e infecta computadores. A razão está no ambiente em que os vírus podem se disseminar com mais rapidez: as redes sociais.

"As pessoas tendem a acreditar mais no que é enviado por amigos", diz Fábio Assolini, analista de malware da Kaspersky Lab e integrante do Grupo de Análise e Resposta a Incidentes de Segurança (ARIS). Ele explica que nas redes sociais, onde o ambiente é mais informal que o do e-mail, e onde é comum a abreviação de palavras e erros gramaticais, fica mais complicado avaliar a credibilidade da mensagem.

De acordo com dados da Websense Security Labs, as mensagens enviadas por e-mail têm índice de aceitação de cerca de 5%, ao passo que as presentes em redes sociais podem funcionar em 89% dos casos. E sua efetividade no Facebook, rede de 750 milhões de usuários, não é baixa. Pesquisa da Websense de 2010 indica que 40% dos status postados no site contêm links, e 10% deles são ou vírus, ou spam.

"Quando falamos de conteúdo compartilhado em rede social, vale lembrar que o gerenciamento é feito pelos usuários", afirma Graziani Pengue, engenheiro de sistemas da Websense. "Não tem como a própria rede social ter controle de tudo que acontece lá".

Brasileiros no Facebook

Diante do alcance mundial de redes sociais como o Facebook, as ameaças não ficam restritas a um país ou outro. Em julho, 24,4 milhões de brasileiros visitaram o site fundado por Zuckerberg. "E com a onda migratória de usuários do Orkut para o Facebook, 'worms' (vírus em rede social) desenvolvidos por brasileiros também começam a aparecer", conta Assolini.

Recentemente, a empresa de segurança virtual Kaspersky Lab identificou no Facebook um vírus que, quando infecta o computador, faz o usuário espalhar por meio do chat da rede social um link malicioso, abrindo brechas, por exemplo, para trojans bancários roubarem senhas. A isca era "kkkk comedia demais, vc viu o video do bebado". (Veja no Link.)

Parecia ser a versão brasileira de um vírus com mensagem em inglês que indicava ao amigo "um vídeo hilário". Veja abaixo alguns vírus que podem atingir você ou um dia ganhar cara brasileira. E, como alerta Assolini, tenha em mente: "Quanto mais amigos você tem, mais exposto a diferentes tipos de vírus você está".



Fonte: O Estado de São Paulo - 12 Ago 2011 apud Facebook, Wired Up Technology e Fábio Assolini, da Kaspersky Lab)
0 Responses

Postar um comentário