Investimentos Em Portos - B



Superporto Sudeste

Já estão construindo dois superportos modernos para eliminar significativamente os gargalos logísticos do Brasil. A capacidade de exportação de minério de ferro poderá chegar a 100 milhões de toneladas anuais. O complexo industrial contíguo de 94 km quadrados abrigará 2 siderúrgicas, duas cimenteiras, um polo metalmecânico, montadora de automóveis, plantas de geração de energia, indústrias de apoio offshore e unidades de tratamento de petróleo.

O Superporto Sudeste é um terminal privativo de uso misto localizado no município de Itaguaí, na Baía de Sepetiba, no Rio de Janeiro, já em fase de construção. Sua localização privilegiada representa a menor distância entre as jazidas de minério de ferro do Quadrilátero Ferrífero (MG) e o mar. Com profundidade de 21 metros, o empreendimento poderá receber navios Capesize.

O Superporto Sudeste também contará com integração ferroviária pela concessionária MRS (MRS Logística S.A) e conexão com o futuro anel rodoviário do Rio de Janeiro, permitindo um acesso fácil às regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e São Paulo.

Com retroárea de 78 hectares, o Superporto Sudeste irá abrigar pátios para estocagem e manuseio de minério de ferro. O investimento previsto é de R$ 1,8 bilhão para movimentação de 50 milhões de toneladas por ano, com possível expansão para 100 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

A construção do Supeprorto Sudeste já foi iniciada e a operação está prevista para o início de 2012.

No final de 2010, a LLX divulgou Fato Relevante informando a assinatura de contrato para a aquisição do Superporto Sudeste pela MMX, empresa de mineração do Grupo EBX. A cisão parcial da LLX para aquisição do Superporto Sudeste pela MMX, já foi aprovada no Conselho de Administração da companhia e na AGE (Assembleia Geral Extraordinária) realizada em outubro deste ano.

No mesmo documento, a MMX informou a realização de aumento de capital e a assinatura de contrato com a sul coreana SK Networks para entrada da empresa como acionista da companhia brasileira.

Fonte: www.LLX.com.br

Nosso Debate: Quando lemos no texto anterior ( Investimentos em Portos - A ) que os gargalos logísticos dificilmente seriam eliminados, chegamos até a pensar que não haveria solução, porém o Superporto Sudeste está mostrando que sempre há solução ( quando se quer ). Quanto à area degradada? Simples: A empresa já iniciou o plantio de 2 milhões de mudas de espécies nativas...













0 Responses

Postar um comentário