Aumento dos Impostos



Um dos pontos mais importantes da campanha do presidente Lula para a sua candidatura foi atacar a alta carga tributária que havia no Brasil. Mas entrou em contradição, pois durante o seu mandato, Lula só defendeu o aumento da tributação dizendo ser necessário para o Estado reduzir as desigualdades sociais, investir em educação, saúde, segurança e infraestrutura. Acrescentou que o Brasil tem carga tributária mais baixa comparada aos países desenvolvidos, cerca de 34% enquanto há países desenvolvidos têm quase 50% e países pobres, 15%.

A Alemanha caracteriza-se por ter um Sistema de Saúde descentralizado, corporativista e pluralista, financiado por contribuições compulsórias sobre os salários (em média 13,42% dos vencimentos brutos, sendo metade paga pelo empregado e metade pelo empregador), fazendo com que a Alemanha tenha uma das melhores assistências médicas do mundo. Uma larga oferta em hospitais, consultórios médicos e instituições médicas garantem a assistência médica de toda a população em hospitais públicos. A aposentadoria leva os idosos a participar integralmente do bem estar social. Hoje é até possível que ajudem financeiramente os filhos a construir a casa própria para suas famílias. Na Alemanha, 93,5% das crianças e jovens frequentam o sistema público de ensino. É, portanto, justificável, a alta tributação para a população.


Nosso Debate: Você acredita que quem quer justiça social, distribuição de renda, diminuição de desigualdades, inclusão social não pode ser contra o aumento dos impostos ou nenhuma nação precisa de impostos excessivos se as contas e os investimentos públicos são bem planejados?
0 Responses

Postar um comentário