Foto do Dia 18 Jun




Istambul é a única cidade do mundo que faz parte de dois continentes: um pedacço dela está na Europa, outro na Ásia. O estreito de Bósforo, no meio de Istambul, é um canal de água que liga o Mar de Mármara ao Mar Negro, e separa os dois continentes.

Hoje, Istambul é a maior cidade da Turquia, com seis milhões de habitantes. As ruas da cidade estão sempre cheias de feiras com barraquinhas que vendem tâmaras, amêndoas, anchovas, damascos, figos e pêssegos. Nos bazares os turcos vendem tapetes chamados kilims, com desenhos geométricos e coloridos.

Ao longo de sua história, Istambul passou por muitas modificações, teve muitos governantes e religiões diferentes, e ainda possui as marcas das civilizações que comandaram a cidade.

A cidade esbanja estilo até nas atrações turísticas! A Basílica de Santa Sofia ou Haghia Sofia (que quer dizer divina sabedoria) é a quarta maior igreja cristã do mundo (a Basílica de São Pedro, no Vaticano, é a primeira). A Mesquita Azul, um templo muçulmano, é outro exemplo das belas construções de Istambul.

Uma das cidades mais antigas do mundo, Istambul já teve dois outros nomes: Bizâncio e Constantinopla. Quando a cidade foi fundada, no ano 657 a.C., ela ganhou o nome de Bizâncio pois o comandante grego que conquistou a região se chamava Bizas. Durante quase mil anos, a cidade cresceu e virou sede de um império.

No ano 323 d.C., o imperador Constantino transformou a cidade em capital do Império Romano do Oriente. Decidiu também mudar o nome da cidade e colocar nela seu nome: Bizâncio passou a se chamar Constantinopla. A religião cristã foi oficializada. A partir daí, Constantinopla transformou-se em um poderoso centro comercial que fazia negócios com muitas cidades da Europa, principalmente Veneza. No ano de 1453, Constantinopla foi invadida pelos turcos e transformou-se em capital do Império Otomano. Mudou também a religião: no Império Otomano as pessoas seguiam o islamismo.

Somente no começo do século 20, em 1930, com a criação da Turquia, a cidade passou a se chamar Istambul. No mesmo ano, o governo turco mudou a capital do país para a cidade de Ankara. Com todas essas mudanças de governantes, de religiões e de comércio, Istambul tem muitas caras. Comerciantes, muçulmanos e cristãos construíram mercados, igrejas e mesquitas. A cidade hoje é uma mistura de Oriente e Ocidente em suas ruas e na cultura de seu povo.

Fonte: Canal Kids
0 Responses

Postar um comentário