China Planeja Novas Cidades



A China quer incentivar o mercado interno no que diz respeito ao consumo. É que ela não quer ficar parada caso estoure uma outra crise mundial ( há risco de não ser a crise de origem americana mas, agora, europeia ). Ela sabe que tem potencial para consumir o que ela própria produz, só que uma grande parcela da população ainda vive na zona rural e nunca teve uma geladeira, uma tv e tão pouco um celular.
Como fazer, então? Simples: A ação do governo chama-se China Moderna. O projeto é construir 400 novas cidades em um esquema de 1 Cidade, 9 Municípios. Utilizando-se da nova tecnologia chinesa de construção rápida ( os chineses apresentarão na próxima Expo em Shanghai, a construção de um prédio de 6 andares em 24 horas, com ferragem e placas nas paredes, capaz de suportar terremotos de até 9 graus de magnitude ), as cidades programadas poderão rapidamente receber a população rural. Em 2009, o governo já soltou subsídio para o homem do campo poder consumir, com o governo central bancando uma parte, o municipal, a outra. E o projeto já saiu do papel! Cidades construídas com temática de outros países, já estão seguindo a linha da China Moderna. Zhopu é uma cidade "americana", com direito a gramados idênticos aos dos seriados. Songjiang é uma cidade inglesa; Anting, alemã; Luodian, sueca; Gaoqiao, holandesa; Buzhen, australiana; Fengcheng, espanhola; Pujiang, italiana; Fenjing, canadense.
Na foto, vemos um hotel 5 estrelas na cidade de Songjiang, que foi construído em uma pedreira, utilizando-se de elementos naturais, com piscina de luxo, 400 quartos, área pública submersa, área de esporte, lazer, escalada, bungee jumping. Um projeto green que respeita a natureza. Querem mais??

Nosso debate: Se o Brasil tivesse o dinheiro que o governo chinês tem, nossos governantes criariam o Brasil Moderno, também? Ou todo esse $ desapareceria por causa da corrupção?



0 Responses

Postar um comentário